Mateus 12:25 - Jesus, porém, conhecendo os seus pensamentos, disse-lhes: Todo o reino dividido contra si mesmo é devastado; e toda a cidade, ou casa, dividida contra si mesma não subsistirá.
O nosso inimigo sabe muito bem que reino ou casa dividida não prevalece. Por esta razão ele está dedicado o tempo todo em promover e multiplicar a desunião em todos os setores e ministérios da igreja.
O Apostolo Paulo também presenciou e combateu tais estratégias ao longo de seu ministério. Inclusive ele deixa a dica sobre qual a principal razão que costuma levar os crentes a contribuir com o plano do inimigo. 1 Coríntios 3.1 E eu, irmãos, não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a meninos em Cristo. 2 Com leite vos criei, e não com carne, porque ainda não podíeis, nem tampouco ainda agora podeis, Porque ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja, contendas e dissensões, não sois porventura carnais, e não andais segundo os homens? 
O distanciamento da prática diária da palavra de Deus, tende a despertar em nós a nossa velha natureza (Gálatas 5,16-26). Se não tomarmos o devido cuidado, passamos agir como os ímpios contribuindo com o propósito especifico do inimigo, a desunião.

COMBATENDO A DESUNIÃO - Há seis coisas que o Senhor odeia, sete coisas que ele detesta: olhos altivos, língua mentirosa, mãos que derramam sangue inocente, coração que traça planos perversos, pés que se apressam para fazer o mal, a testemunha falsa que espalha mentiras e aquele que provoca discórdia entre irmãos. ” (Provérbios 6.12-19)
1 Coríntios 1:10 Rogo-vos, porém, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que digais todos uma mesma coisa, e que não haja entre vós dissensões; antes sejais unidos em um mesmo pensamento e em um mesmo parecer.

OMITIR ou DIZER a VERDADE? - Conhecendo bem os ensinos do Apóstolo Paulo, a Família de Cloé ao observar os ataques de desunião promovidos pelo inimigo contra a Igreja em Corinto, logo, por amor e fidelidade a obra de Deus, eles se posicionam comunicando tais ocorridos ao Apostolo Paulo. 1 Coríntios 1:11 Porque a respeito de vós, irmãos meus, me foi comunicado pelos da família de Cloé que há contendas entre vós.

NÃO SOMOS CONCORRENTES - 1 Coríntios 3: 4 Porque, dizendo um: Eu sou de Paulo; e outro: Eu de Apolo; porventura não sois carnais? Pois, quem é Paulo, e quem é Apolo, senão ministros pelos quais crestes, e conforme o que o Senhor deu a cada um?

NUNCA SEREMOS DONOS - 1 Coríntios 3: Eu plantei, Apolo regou; mas Deus deu o crescimento. 7 Por isso, nem o que planta é alguma coisa, nem o que rega, mas Deus, que dá o crescimento.

A JUSTA RECOMPENSA VEM D’ELE - 1 Coríntios 3: Ora, o que planta e o que rega são um; mas cada um receberá o seu galardão segundo o seu trabalho. 9 Porque nós somos cooperadores de Deus; vós sois lavoura de Deus e edifício de Deus.

RECOMENDAÇÕES FINAIS - Romanos 16:17 “Recomendo-lhes, irmãos, que tomem cuidado com aqueles que causam divisões e colocam obstáculos ao ensino que vocês têm recebido. Afastem-se deles. Pois essas pessoas não estão servindo a Cristo, nosso Senhor, mas a seus próprios apetites. 18 Mediante palavras suaves e bajulação, enganam os corações dos ingênuos. ”

Vencendo o Grande Desafio

Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros. Romanos 12:10

Introdução - Eu indico o capítulo 12 de Romanos como o “livro de cabeceira” para todo cristão, ele é rico e deve ser lido sistematicamente todos os dias. Nele o Apóstolo entre tantos assuntos trata sobre o cristianismo na prática nos ensinando a criar uma relação com Deus e mantê-la, nos ensinando sobre os dons espirituais e suas manifestações, os mandamentos e como ter o bom comportamento de um cristão. Nesse capítulo vamos encontrar lições importantes para alegrarmos o coração de Deus e uma delas é o princípio de priorizar o outro.
A honra não se limita àquela que Deus nos concede nos momentos de vitória nas mais diversas circunstâncias da vida, ela também existe como reconhecimento diante de Deus. O interessante é que Aquele que é digno de receber toda a honra também nos pede que ofereçamos ela aos demais, ou seja, ao próximo e neste ponte alguns ainda encontro grandes dificuldades.

Motivos de tal dificuldade - Vivemos em um mundo de extrema competitividade, somos treinados e capacitados para superarmos constantemente os outros. Fazemos isso na tentativa de ganhar a vaga na empresa, de obter o maior benefício entre os colegas de trabalho, de entrar naquela vaga na universidade. Somos constantemente instruídos e motivados a ser o melhor, estar em primeiro lugar e superar os demais em tudo. E que fique claro que não há erro em se preparar para conquistar as oportunidades que surgem em nossa vida, o problema é quando se faz disto um estilo de vida, uma competição ambiciosa e sem fim, contagiando todas as áreas da nossa vida, tornando-nos insensíveis diante da necessidade do outro. Neste ponto podemos cometer atitudes de desonra para com o próximo, e assim entristecemos o coração de Deus. Lembre-se de que a recomendação em priorizar o outro é feita pelo apóstolo Paulo aos salvos, portanto, a nós, para que antes de priorizar a nossa necessidade, que atentemos para a necessidade do outro. É exatamente isto. O caminho pleno da honra, segundo a Bíblia Sagrada, começa pela busca em honrar e valorizar os nossos irmãos, e isso agrada o coração de Deus. (Livro Vida em Plenitude página 11).

Como devo agir? – Obedecendo os MANDAMENTOS registrados por Paulo aos Romanos a partir do versículo 9. Porem antes de estudarmos vamos relembrar o que é um mandamento: Mandamento é o substantivo masculino com origem no verbo MANDAR, que significa ORDEM ou REGRA. Um mandamento é uma voz de comando, preceito ou mandado.
- Vejamos quis são esses mandamentos para a extensão ou não da honra:
Romanos 12: v.9 - O amor seja não fingido (verdadeiro, não dissimulado ou hipócrita). Aborrecei o mal(expressar-se contra tudo que é mal, afastar-se e aborrece-lo) e apegai-vos ao bem.
v.10 - Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal (fala sobre a unidade entre os irmãos “crente”), preferindo-vos em honra uns aos outros (o respeito mede-se por sua avaliação da outra pessoa).
v.11 - Não sejais vagarosos no cuidado; (deve ser feito com diligência, presteza, rapidamente, com zelo, atenção, sem preguiça e com responsabilidade) sede fervorosos no espírito (sendo guiado pelo Espírito Santo), servindo ao Senhor (servindo em tudo o que fizer);
v.12 - Alegrai-vos na esperança, (crendo em Deus) sede pacientes na tribulação (permanecendo calmo na prova, não fugindo dela, perseverai na oração;
v.13 - Comunicai com os santos nas suas necessidades (manifestação do cuidado e da generosidade), segui a hospitalidade (sendo servo para com todos);
v.14 - Abençoai aos que vos perseguem, abençoai, e não amaldiçoeis. (O cristão só deve abençoar)
v.15 - Alegrai-vos com os que se alegram (demonstrar alegria sincera diante das conquistas do outro); e chorai com os que choram (demonstrar tristeza sincera com a dor, a provação, tribulação e perca do outro);
v.16 - Sede unânimes entre vós (ter o mesmo propósito e conceito para com todos, quer seja grande ou pequeno, pobre ou rico); não ambicioneis coisas altas, mas acomodai-vos às humildes (a maneira em que o cristão trata uma pessoa que tenha um cargo mais baixo na vida quando outras pessoas não o veem ou escuta-o revela que exatamente ele é); não sejais sábios em vós mesmos (humildade intelectual, fugir de grupos que tenham conversar tendenciosas a uma espécie de aristocracia espiritual, uma “casta superior de cristão” );

DESAFIO DA SEMANA - O desafio desta semana está relacionado à nossa decisão de honrar, amar e servir ao próximo. Faça uma reflexão sobre este princípio e tente identificar como você pode aplicá-lo em sua vida. Leia Mateus 19.19, procure descobrir como é possível, no decorrer da semana, colocar em prática a decisão de honrar o próximo como a ti mesmo.