Pastor Daniel Junior - A VONTADE de DEUS

Se formos infiéis, ele permanece fiel; não pode negar-se a si mesmo”.  2ª Timóteo 2.13.

Introdução: Temperamento + Personalidade + Motivação; três elementos que geram a instabilidade racional, e te faz agir puramente por emoção lhe tirando do trilho lógico e racional. Desta forma você age simplesmente pela necessidade da satisfação imediata da sua vontade, te distanciando da vontade de Deus. Temperamento somado a personalidade mas motivação é igual a emoção; e quase sempre dor, sofrimento, angustia e pecado. 

Deus não é como o homem. Ele em nenhum momento age por emoção mas sempre por meio de princípios fundamentados em suas próprias leis. Deus É e sempre será cumpridor de sua palavra. Por esta razão, se você deseja mesmo viver todas as bênção do Senhor no Ano Profético do Renovo, o melhor a se fazer é buscar o conhecimento da palavra de Deus. Oséias 6.3 – Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra.

Hoje, em todas as nossas igrejas vamos entender melhor o princípio da vontade de Deus.

1.      Princípio da Vontade de Deus – Na aplicação prática da palavra de Deus, encontramos dois aspectos de Sua vontade. A vontade soberana ou absoluta (a melhor, a ideal, a perfeita vontade de Deus). Ela está presente quando você decide abrir mão do seu direito em viver a sua própria vontade, submetendo-a à vontade de Deus. Isaias 55.8, 9 – Porque os meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos os meus caminhos, diz o Senhor. Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos.

Dentro do princípio da vontade de Deus, encontramos também a vontade permissiva; (a vontade em respeito as nossas vontades) Ele é observada por Deus em respeito ao princípio do livre arbítrio dado por Ele mesmo ao homem. Gênesis 2.16,17 – E o SENHOR deu a seguinte ordem ao homem: “Comerás livremente o fruto de qualquer espécie de árvore que está no jardim; contudo, não comerás da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dela comeres, com toda a certeza morrerás!”. Você percebe que é dado ao homem o direito de escolha em viver a vontade absoluta ou passar a viver a vontade permissiva? Você tem o livre arbítrio, o direito, o privilégio, acompanhado por deveres e consequências; por isso você precisa ter cuidado com suas decisões. Todas elas quando tomadas baseadas em suas emoções, logo te fará renunciar o princípio da melhor vontade, a soberana e absoluta vontade de Deus. Gêneses 3.6 -  E viu a mulher que aquela árvore era boa para se comer, e agradável aos olhos, e árvore desejável para dar entendimento; tomou do seu fruto, e comeu, e deu também a seu marido, e ele comeu com ela. O apóstolo Paulo faz uma declaração importante ao dizer em 2ª Timóteo 2.14 – E mais, Adão não foi enganado; mas a mulher é que foi enganada e caiu em transgressão. Adão guiado por suas emoções decidiu viver a sua própria vontade; e por sua vez; Deus, por não poder quebrar os seus princípios permitiu que Adão vivesse fora do movimento da Sua soberania. Gênesis 3.23 - Senhor Deus, pois, o enviou para fora do jardim do Éden, para lavrar a terra de que fora tomado.

2.      Benção ou Maldição? Assim como Adão, temos hoje a responsabilidade de escolher, de decidir o que fazer diante da vontade de Deus. Deuteronômio 11.26-28 - “Eis que hoje eu ponho diante de vós a bênção e a maldição; A bênção, quando cumprirdes os mandamentos do SENHOR vosso Deus, que hoje vos mando”. O caminho para você viver as bênção do Senhor no Ano Profético do Renovo é a obediência a palavra de Deus. Porém a maldição, se não cumprirdes os mandamentos do SENHOR vosso Deus, e vos desviardes do caminho que hoje vos ordeno, para seguirdes outros deuses que não conhecestes”.

3.      Deus Propõe a Você o que é Bom, Perfeito e Agradável – O problema é que em alguns momentos o seu temperamento somado a sua personalidade mais as motivações erradas, resultam em emoções que te levam agir por conta própria, exercitando o seu livre arbítrio em sentido contrário à vontade absoluta de Deus, gerando dor, sofrimento, angustia e pecado. Se você deseja viver o Renovo de Deus então mude isso, subjugue a suas vontades para assumir a vontade de Deus para a sua vida, João 9.31 – Sabemos que Deus não ouve pecadores, mas ouve o homem que o teme e pratica a sua vontade. Coloque em prática a oração ensinado por Jesus. Mateus 6.10 – Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu. Não reclame dos propósitos de Deus para a sua vida, sejam eles quais forem, por mais difícil que sejam Deus te ama e já reservou o melhor para o final desta decisão. Lucas 22.42 – Pai, se queres, afasta de mim este cálice; entretanto, não seja feita a minha vontade, mas o que Tu desejas!”

Conclusão: Decida a partir de hoje subjugar as suas vontades a vontade de Deus; peça pra ele lhe capacitar para controlar o seu temperamento, para dominar a sua personalidade, para transformar as suas motivação e para subjugar as suas emoção à vontade D´Ele pois você não pode perder um instante se quer as benção de Deus no Ano Profético do Renovo.

“Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim.
Gálatas 2.20