FAZENDO A DIFERENÇA


Depois da destruição de Jerusalém no ano 70 d.C, a Igreja Primitiva em meio as perseguições, vivia um dos seus momentos de maior crescimento, salvação de almas, milagres e sinais eram frequentes no meio da Igreja. Frequentes também eram os problemas cria-dos por algumas pessoas que faziam parte dessa Igreja, de um lado os Judeus Cristãos que ainda pregavam a imposição da Lei como sendo a forma correta de mediação entre os homens e Deus, do outro lado os Cristãos Gentios que lutavam para viver sem lei al-guma, aproveitando a “liberdade em Cristo” para viverem uma libertinagem total.Infelizmente ainda hoje pela falta de equilíbrio, alguns grupos dentro da Igreja podem sim pecar através de pratica dos conceitos contrários a verdade da palavra de Deus, e nesses casos o texto de Mateus 5.13-16 tem pra todos nós lições imprescindíveis para a formação de um bom discípulo.


No evangelho de Jesus segundo Mateus 5.13 Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.


Vós sois o SAL
- O sal é a influência discreta de diferença incomparável no meio em que o discípulo vive, o Sal na quantidade certa tempera; isso significa que o verdadeiro discípulo influencia e não mais influenciado por qualquer pessoa ou situação que seja.
É importante também alertá-los que Sal de mais faz do discípulo uma pessoa "intragável".

Em II CORÍNTIOS 2.14-15 diz assim: - E graças a Deus, que sempre nos faz triunfar em Cristo, e por meio de nós manifesta em todo o lugar a fragrância do seu conhecimento. Porque para Deus somos o bom perfume de Cristo, nos que se salvam e nos que se perdem.

O Sal conserva - Um único discípulo fiel é o suficiente para a conservação da sociedade! Só a Igreja de Cristo devida-mente "salgada" é capaz de sustentar as almas aflitas e necessitadas do amor de Cristo Jesus; O Sal sustenta , veja no evangelho de Mateus no capítulo 25. 42 a 45, a responsabilidade que temos diante desses:
- Porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber; Sendo estrangeiro, não me recolhestes; estando nu, não me vestistes; e enfermo, e na prisão, não me visitastes. Então eles também lhe responderão, dizendo: Senhor, quando te vimos com fome, ou com sede, ou estrangeiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos? Então lhes responderá, dizendo: Em verdade vos digo que, quando a um destes pequeninos o não fizestes, não o fizestes a mim.

Site Oficial: